Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Júlia Dias, a pequena deusa do ébano da Bahia

Compartilhe:
julia-dias-11

Por Denise Carla* |

julia-dias-10Quando a pequena Júlia, no alto dos seus cinco anos, sentenciou: “Mamãe, grava um vídeo meu dançando o Ilê!”, ninguém em casa estranhou: a pequena sempre foi bastante extrovertida; quando ela solicitou uma produção caprichada (roupa colorida, turbante e maquiagem), também não foi nenhuma surpresa: Pérola (forma carinhosa como ela é tratada em casa) é bastante vaidosa; e quando ela informou a música que usaria pra fazer a sua performance (‘Deusa do Ébano’, do Ilê Aiyê, bloco de Salvador/BA, cidade natal da família) também não foi nenhuma novidade para os papais Janete e Sandro: ela costuma assistir vídeos de dança e música afro em casa e tem a cultura como sua referência.

 

julia-dias-4

“Ela sempre gostou de dançar; ninguém nunca ensinou. O dom é dela mesmo. Desde 2016 Julia vinha pedindo pra gravar um vídeo assim. Em agosto deste ano decidimos fazer. Quando ela falou que dançaria o Ilê, eu e o meu marido ficamos muito emocionados e envaidecidos, porque faz parte da nossa cultura. Mas ela também samba, viu?”, revela Janete Dias, a mãe.

 

“Ela dissemina a paz, o amor e a luz através dos movimentos”, complementa Sandro Dias, o pai.

 

 

A maior surpresa mesmo dessa história foi a repercussão e a comoção que o vídeo em questão teve (e ainda vem tendo) nas redes sociais e, consequentemente, fora delas. Em menos de um mês, a dança interpretativa de Julia, com aquela fofurice que só as crianças são capazes de ter, já alcançou mais de 1,4 M de visualizações, 10 mil curtidas (entre joinhas, carinhas de ‘uau’ e coraçõezinhos), cerca de 2.500 comentários (positivos, diga-se de passagem) e mais de 25 mil compartilhamentos.

 

julia-dias-7

 

 

“Ficamos assustados e até com um pouco de medo. Tem centenas de pessoas de todo o Brasil e até de fora do país me solicitando amizade no Facebook. Estamos muito impressionados com a repercussão. Tem muitas demonstrações de amor e carinho”, relata Janete!

 

 

 

E é pra morrer de paixão mesmo! Em tempos de intolerância religiosa testemunhar uma criança orgulhosa das suas raízes africanas e propagando a sua ancestralidade (os pais são candomblecistas) é acreditar que é possível, sim!, um estado laico em sua total, e ampla, definição:

 

“Tratar todos os seus cidadãos igualmente, independentemente de sua escolha religiosa; não dar preferência a indivíduos de certa religião; e garantir e proteger a liberdade religiosa de cada cidadão, evitando que grupos religiosos exerçam interferência em questões políticas”.

 

 

ile-ayeJulia nunca fez aula de dança ou se apresentou para uma plateia de desconhecidos, mas sempre arrancou elogios das tias do colégio nas apresentações da escolinha. O vídeo em questão, caseiro, produzido e filmado por uma orgulhosa mamãe, e dirigido por um não menos orgulhoso papai, era pra ser mostrado apenas para família e amigos. Mas sabem como é a internet, né? Bastou ser compartilhado em um grupo no Facebook que o sucesso veio tão forte quanto a batida do Ilê Aiyê (o mais antigo bloco afro do Brasil que você respeita, responsável por um dos desfiles mais esperados e aplaudidos do carnaval de Salvador e pelo qual a Julinha é a-p-a-i-x-o-n-a-d-a!).

 

E como lidar com o sucesso meteórico da filhota na internet, heim, mamãe?

 

“Ficamos muito felizes com a repercussão do vídeo e também por constatar que a nossa Pérola consegue passar pras pessoas, com seus leves movimentos, alegria, mensagens de luz e a essência da nossa raça. Mas também estamos tomando alguns cuidados e medidas preventivas”.

 

Mas, e a pequena Julia? O que ela está achando de tudo isso?

juliana-dias

 

 

“Ela está radiante e orgulhosa”, entrega Janete, que junto com o marido criou um canal no Youtube para postar futuros vídeos da pequena (que agora vêm com a marca d’água inserida para evitar o uso indevido da imagem da Julinha em montagens paralelas – aconteceu recentemente, mas já foi devidamente contornado).

 

 

 

 

julia-dias-5Não é difícil entender o porquê de tanta comoção com o vídeo da determinada Julia e a sua bela coreografia. Nele dá pra enxergar bem mais do que um talento nato pra dança. É uma coreografia que vem da alma; do coração. É coisa de ancestralidade! Num país – segundo o último censo do IBGE, em 2010 -, com mais católicos do mundo (mesmo diante de quedas percentuais), em que os cultos evangélicos seguem em ascendência; e que os adeptos de cultos de origem africana representam apenas 0,3% da população (o que, de acordo com os analistas, é uma prova de que muitos ainda não assumem a religião por medo do preconceito), encontrar uma criança de cinco anos de idade na sua linha do tempo ostentando africanidade de forma gigante é acreditar num amanhã com adultos mais conscientes com o comprometimento e o respeito pelas nossas crenças e culturas. Todas mesmo! Sem distinção.

 

“O nosso Deus é um só. Pratico a minha fé nos meus atos; no respeito ao próximo. E é isso que eu e o meu marido passamos pra nossa filha”.

 

julia-dias-2

E a gente tem certeza que a miúda já entendeu isso. A sementinha foi plantada. Por hora, ela segue estudando, brincando, dançando… sem medo de ser feliz. Agora, cá pra nós: que Julia carrega aquele axé que “toda menina baiana tem e que Deus dá”… ninguém pode negar.

 

Em tempo: o próximo vídeo (produzido) com a Julinha só mais lá pra frente. É que ela está se preparando para participar do concurso estadual ‘Musa Negra Bahia’, no dia 26 de novembro. E sabem como é, né? Agenda tá bombando: tem a escolinha, as brincadeiras com os amiguinhos, os ensaios, a coreografia, a roupa, o cabelo, a maquiagem… E pra Julinha, a nossa mini-Deusa do Ébano, vocês já devem ter percebido, né?, tudo isso é coisa muito séria! *.*

 

Fotos: Álbum Pessoal

 

 

 

*Denise Carla é Diretora de Conteúdo do Site Papo de Samba

Deixe seu comentário:

Samba na Rede

  • Luto no mundo do samba e do carnaval Morreu nahellip
  • S pra encher a noite desta quintafeira 14 e ahellip
  • Nesta sextafeira 15 a partir das 20h acontece o ltimohellip
  • ATUALIZADO A diretoria da Unidos do Jacarezinho informa que devidohellip
  • O querido carnavalesco artista plstico cengrafo figurinista AND comentarista dehellip
  • Neste sbado 16 a partir das 18h o Simpatia hellip
  • O novo clipe de Pablo Vittar ter participao especial dehellip
  • A Diva Viviane Arajo que brilha  frente dos ritmistashellip
  • Entre uma gravao e outra do quadro Enredo e Sambahellip

Carnaval na Rede

  • Luto no mundo do samba e do carnaval Morreu nahellip
  • A AesmRio lana o cd 2018 dos sambas de enredohellip
  • Nesta quartafeira 13 a partir das 19h vai rolar ohellip
  • A feijoada do Salgueiro realizada no domingo passado 10 marcouhellip
  • Thiago Manhes  o novo coregrafo da comisso de frentehellip
  • Pra encher o finzinho de domingo de alegria a Sohellip
  • A Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeirohellip
  • Nesta sextafeira 8 s 16h os jornalistasescritores Aydano Andr Mottahellip
  • Sandra Maria Trindade est de volta  Acadmicos do Sossegohellip

Intendente na Rede

  • Depois de apresentar a nova rainha de bateria Ysa Santoshellip
  • A Tradio realiza nesta terafeira 19 a partir das 20hhellip
  • Luto no mundo do samba e do carnaval Morreu nahellip
  • E a vontade de guardar o olazaroramos num potinho ehellip
  • Leandro Santos assume a direo musical da Acadmicos da Aboliohellip
  • ATUALIZADO A diretoria da Unidos do Jacarezinho informa que devidohellip
  • O lanamento do CD das escolas de samba da Sriehellip
  • A Independentes de Olaria apresentar oficialmente o seu sambaenredo parahellip
  • Hoje  dia de parabenizar a escola de samba Vizinhahellip

Curta nossa Fanpage

Nossas Redes Sociais

Doe Sangue

Doe Sangue

Anuncie aqui

Anuncie aqui

Que tal anunciar a sua marca nesse espaço e em todas as páginas internas do nosso site? Entre em contato com a gente e saiba mais: faleconosco@papodesamba.com.br